photo
promo

Our Cosmic Identity

Life on Earth was created by the interference of an extraterrestrial highly advanced biotechnological civilisation whose representatives (scientists), and auxiliary research staff regularly visit Earth.

More
promo

Ratürian Movement

We are a Movement convinced of the origin of life on earth from another space-time continuum.

More
photo
promo

Traditional Religions Are No Longer Needed

- A New Generation of Cosmic Consciousness is Coming -

More

A humanidade sempre olhou para as estrelas, nelas procurou factos extraordinários, destinos, origens, admira-as, por vezes exprime-as sob a forma de poesia, querendo assim expressar a sua admiração pelo universo. Os escritos religiosos fizeram-no de uma forma algo semelhante, mas as palavras deste manifesto vão muito mais longe, pois conduzem ao despertar da essência do homem que, guiado por várias indicações religiosas, se perdeu na sua diversidade e esqueceu o mais importante, quem ele é, de onde vem e para onde vai? Muitas das respostas a estas questões foram distorcidas pelas religiões, que começaram a usurpar o direito à exclusividade na tradução de mensagens antigas e, aproveitando-se sobretudo da ignorância das pessoas, impuseram-lhes a obrigação de acreditar nos textos que interpretaram, sem examinar a sua origem ou utilidade. 

Os pontos principais do Manifesto: 
No que diz respeito a questões sociais
1) Estamos convencidos da necessidade de nos desintoxicarmos da religião.

2) Estamos convencidos de que as pessoas religiosas ou crentes que consideram a Internet ou as descobertas científicas como sendo o trabalho do "diabo", "Satanás" ou o mal devem, com toda a firmeza e maturidade das suas convicções, afastar-se delas.

3) Estamos convencidos que, de acordo com a ordem natural e, ao mesmo tempo, de acordo com a ordem social, a vida humana deve estar sempre em primeiro plano para salvar, sustentar a vida e ajudar por todos os meios possíveis o bem da humanidade.

4) Consideramos um grande absurdo favorecer os animais, pois eles têm o seu lugar entre os homens, mas não devem estar acima deles.

5) Estamos convencidos que outro tipo de contágio é a avaliação por "gostos" ou "aversões" na maioria dos serviços online, desde o Facebook à vida profissional. Isto parece-nos absurdo, porque a vida e as suas situações são demasiado complexas para serem valorizadas com um clique de "gostar" ou "não gostar".

6) Estamos convencidos da necessidade de livre acesso à informação sobre saúde, bem-estar, nutrição, etc.

7) Estamos convencidos da necessidade de restringir as actividades das confissões religiosas onde o abuso de crianças tenha sido detectado e comprovado através de investigações. Os direitos do clero destas denominações, bem como das suas instituições, devem ser drasticamente restringidos ou, de preferência, totalmente eliminados em casos de contacto com crianças.

8) Estamos convencidos de que uma pessoa que concorre a um cargo público deveria, tal como uma pessoa que se candidata a uma carta de condução, submeter-se a um sólido teste psicológico a fim de determinar a sua capacidade mental para tomar decisões a nível social. Desta forma, o mundo evitaria muitas personagens com carácter desequilibrado.

 

Quanto às questões filosófico-religiosas
1) A crença de que vivemos em países livres e seculares onde as leis constitucionais garantem um debate construtivo é uma abstracção: basta olhar para o próximo "ano" do calendário e para o número de feriados religiosos ao longo do mesmo, bem como para outras questões mais pessoais.

2) Estamos convencidos de que todos os livros sagrados e escritos de religiões que existem há milénios transmitem (codificados) informação. Esta informação foi transformada, deformada por instituições religiosas ao alterar muitos termos e nomes antigos, acrescentando-lhes (como no caso da Igreja Católica) elementos da mitologia grega, egípcia e babilónica, que por sua vez contêm muitas mensagens que confirmam a vida em sistemas solares que não o nosso.

3) Estamos convencidos de que os vários organismos políticos e religiosos que existiram ao longo da história esconderam e continuam a esconder factos relativos à existência de extraterrestres aos quais tinham e têm um acesso mais fácil do que qualquer outra pessoa. Desta forma, fazem com que as pessoas não tenham consciência deste facto.

4) Os seguidores de várias seitas religiosas, especialmente as cristãs, usam exorcismos para expulsar os chamados demónios. Os escritos sumérios, por exemplo, falam de Pazuzu e de outros seres que nada têm a ver com a teologia cristã. Estes seres, tal como entendidos pelos teólogos católicos e cristãos, são considerados espíritos que contribuem para a posse de uma pessoa e, em alguns casos, para a sua morte, mas como é que estes clérigos cristãos sem cérebro querem libertar uma pessoa possuída por um ser proveniente de outra dimensão astrofísica? Por meio de orações? Quais e a quem são dirigidos?
A análise e história de Ed e Loren Warren no livro "The World Famous Exorcism Team", pode aproximar muitos cépticos desta questão.

5) Não consideramos as chamadas escrituras religiosas como inspiradas, mas como certos registos históricos e pseudo-históricos (alguns deles cheios de fantasia) que mostram a fé primitiva de pessoas que não tinham conhecimentos científicos para explicar muitas coisas. Assim, consideramos os espiritualistas destas religiões, incluindo os chamados exorcistas e demonologistas, como pessoas que desenvolveram e continuam o processo de esquizofrenia.

6) O nosso Movimento expressa a convicção de que na era actual de desenvolvimento tecnológico e civilizacional, as organizações internacionais e outras não devem utilizar as datas do calendário cristão para contar o tempo, por respeito aos não-crentes ou qualquer outra visão do mundo.

7) Estamos convencidos de que o uso dos livros sagrados das religiões deve ser restringido e, em muitos casos, banido do uso geral porque os textos contêm convites à violência, geram fanatismo religioso e falta de tolerância para com outras visões do mundo.

8) Apoiamos, mantemos e estamos convencidos de que as religiões são um elemento supérfluo na civilização moderna. A religião trouxe às pessoas de todo o mundo muito sofrimento sob várias formas, para não mencionar a sua atitude negativa em relação a todas as descobertas nos campos da astronomia, medicina e outras disciplinas científicas que foram desenvolvidas ao longo dos séculos.

9) Acreditamos que nenhum dos chamados salvadores trouxe alívio à humanidade, mas apenas trouxe consigo ensinamentos que começaram a ser interpretados de forma diferente, e as suas interpretações apenas trouxeram guerras e divisões. Nenhuma delas nem as ciências que trouxeram trouxe felicidade à humanidade, não eliminaram doenças, mas trouxeram mal-estar intelectual e espalharam um estado de espírito mórbido: fanatismo, ditadura, despotismo e intolerância.

 

Relativamente às questões sobre a vida e a realidade extraterrestre
1) Estamos convencidos de que a vida na Terra foi transportada de outro continuum espaço-tempo.

2) Acreditamos que os extraterrestres criaram a primeira espécie humana, que ao longo do tempo evoluiu para a sua forma actual.

3) Acreditamos que seres de outros espaços de tempo - seres multidimensionais - vivem entre nós, adoptando a forma humana conforme necessário, e que alguns dos grandes inventores têm sido os seus representantes: através de combinação genética, transmissão telepática ou um processo de encontros em várias fases.

4) Estamos convencidos de que, graças à sua tecnologia altamente desenvolvida, desconhecida e inatingível para nós, humanos, podem ser visíveis ou invisíveis. Isto inclui também objectos interplanetários que podem ser percebidos instintivamente através de eventos inexplicáveis.

5) Somos a favor de conceder o estatuto de "sequestrado" ou "pessoa sob um programa de cuidados médicos e governamentais" àqueles que testemunharam directamente vários contactos com extraterrestres.

6) Acreditamos que as diferenças entre as raças actuais (intelectuais, artísticas, tecnológicas, científicas, culturais, tradições) estão relacionadas com variações genéticas e misturas raciais que enfraqueceram o código genético da primeira espécie humana, e que estas diferenças provêm das várias raças alienígenas que visitaram a Terra ao longo da história.

7) Estamos convencidos de que cada ser humano tem a capacidade de receber telepaticamente (também fisicamente) sinais vindos de além da Terra, bem como os enviados por representantes de várias raças cósmicas que têm estado presentes na nossa realidade na forma humana.

 

Relativamente a questões morais, tecnológicas e futuras
1) Ao longo de milhares de anos, várias raças de extraterrestres vieram à Terra, eram conhecidas pelas pessoas como "aqueles que vieram do céu para a terra", "aqueles que vieram das estrelas", "aqueles que vieram de cima". . Estas raças, com a ajuda de engenharia genética tecnologicamente avançada, criaram vida na Terra, incluindo seres humanos, que criaram à sua própria imagem e semelhança.

2) Uma pessoa de mente aberta é capaz de aceitar e compreender uma consciência cósmica que não tem princípio nem fim, na qual o conceito de deus não existe excepto na mente dos homens, na qual ele surgiu através de uma interpretação distorcida de uma religião ou outra.

3) No universo não existem conceitos bons e maus, pois pertencem apenas às estruturas formadas de crenças religiosas terrenas. O mesmo se aplica ao termo espiritualidade, que também é estranho a um universo governado por energia cósmica. 

4) O estado de imortalidade, a chamada vida eterna, é uma parte da existência extraterrestre que nos foi garantida pelos nossos Criadores sob certas condições; contudo, não cobre todas elas. Esta parte é um evento único na vida e tem lugar com base no testemunho, activação e transmissão da sequência genética sob a forma de transferência energética para os Criadores pela pessoa do Transmissor para o Designee, que nomeia os transmissores subsequentes entre homens e mulheres, conforme necessário. 

5) O reconhecimento dos nossos Pais Cósmicos, e portanto da nossa identidade, dá-nos a oportunidade de tirar o máximo partido daquilo que nos espera não só aqui na Terra, mas também mais adiante na realidade infinita e imortal do universo. As pessoas que frequentam outros tipos de cerimónias destinam-se a viver na presença daqueles a quem confiaram a sua vida enérgica.

6) Não há dimensão religiosa na Terra que possa ser classificada como infinita ou que leve a uma coexistência harmoniosa de pessoas. Isto deve-se à diversificação das mensagens energéticas ao longo da história humana por diferentes raças de extraterrestres. 

7) O tempo presente, e com ele o desenvolvimento de muitas novas disciplinas científicas, graças às quais a consciência das pessoas evolui para níveis mais elevados de conhecimento da realidade circundante, permite-nos avançar para o estabelecimento multidimensional e interconexão espacial. 

8) O nosso Movimento é a favor da promoção do transhumanismo, novas tecnologias (incluindo as actuais), as que estão em processo de desenvolvimento e ainda não implementadas para uso generalizado, projectos ainda em fase experimental.

Resumindo:
a humanidade já passou por muitos processos de mudança, alguns visando os picos de desenvolvimento e outros os picos de estupidez, que se estenderam até ao presente e dificilmente há uma tendência descendente. Nenhum Deus, salvador ou profeta é bem-vindo na Terra; parte da humanidade já experimentou as suas acções de muitas maneiras. Não são necessários pela pessoa inteligente, mas apenas por aqueles que não conseguem compreender o que significa pensar e agir para o seu próprio bem e o bem dos seus entes queridos para assegurar a sua felicidade e sobrevivência. Isto é compreensível quando uma pessoa está aberta não só ao mundo à sua volta, mas também ao universo e ao seu tamanho, no qual pode participar.